setembro 5, 2018

Ferrugem, o filme, e Setembro Amarelo: você precisa prestar atenção nisso!

Ferrugem, o grande vencedor do último Festival de Gramado, trata de um tema muito inquietante: crianças e adolescentes que estão tirando a própria vida. Se você ainda não foi ao cinema, pare tudo e vá agora. Creio que não tenha sido por acaso, lançá-lo ao grande público justamente no final de semana que antecedeu o Setembro Amarelo. É um mês em que todas as atenções estão direcionadas a discutir o suicídio, especificamente os praticados por crianças e adolescentes. Parece surreal, mas de acordo com um estudo encomendado pelo Ministério da Saúde, entre 2000 e 2015, os casos de suicídio entre crianças de 10 a 14 anos, aumentaram 65%. Já entre aqueles com idade entre 14 e 19 anos, o crescimento foi de 45%. São número assustadores. Para completar esta tragédia, os casos de bullyng e assédio via redes sociais só pioram o quadro. É disso que trata Ferrugem. Assim como […]
agosto 8, 2018

Coragem de denunciar revela o quanto mulheres eram oprimidas

Coragem para trazer à baila os muitos casos de assédio, repressão e opressão. As mulheres, felizmente, parecem não deixar o medo se sobrepor à vontade de justiça. Os dias atuais têm se mostrado dos mais desafiadores. Enquanto escrevo este post, alguma mulher está sofrendo algum tipo de violência. Assédio, estupro e, infelizmente, morte. Conversando com uma amiga muito querida, questionei-a sobre o que se passa, de fato.  A dúvida é: as mulheres estão mais corajosas para denunciar ou os casos realmente aumentaram? Nesses tempos de relações tão líquidas e as pessoas cada vez mais solitárias, esses comportamentos reprováveis podem ser o reflexo da loucura que vive cada indivíduo. Coragem é a resposta imediata. Empoderadas e responsáveis pelo sustento de quase metade dos lares brasileiros, as mulheres decidiram que não vão mais se calar. Esta atitude é algo que se soma à uma mudança de comportamento que não é mais tolerável: […]
julho 15, 2018

Silêncio e caminhar são duas ações que podem mudar o seu dia

Silêncio e caminhar por alguns minutos diariamente, apontam pesquisas, colocam você em um equilíbrio mínimo para enfrentar os desafios diários. Cada vez mais temos a sensação de que o tempo está voando. E isso ocorre porque a tecnologia nos facilita fazer milhões de coisas ao mesmo tempo. Enquanto esperamos na fila do banco, por exemplo, checamos o Instagram. À espera de uma consulta médica, olhamos as últimas notícias. A prática cotidiano impede que fiquemos em silêncio. Tudo nos leva ao movimento, ao barulho, ao ruído. Por conta disso tudo, cada vez menos ficamos em contato conosco. Somos quase que obrigados a falar, manifestar-se, debater. Pesquisas mostram que duas atitudes muito simples podem nos devolver o equilíbrio e nos reenergizar para recomeçarmos. Segundo esses dados, bastam cinco minutos de silêncio e cinco minutos de caminhada que algo se modifica no nosso cotidiano. Silêncio estabelece conexo consigo De acordo com este site […]
julho 11, 2018

Hóspede legal tem prazo de validade curto e deve ser considerado

Hóspede bom é aquele que não passa mais que 48 horas na sua casa. Isso era uma lei para o meu pai e eu sempre concordei com ele. Meu pai não tinha estudo, mas transbordava sabedoria. E ele sempre foi muito categórico nesse lance de visitar as pessoas. O mesmo valia quando recebíamos hóspedes, mas ele disfarçava bem quando os tais se acomodavam em nossa casa. Seu João dizia que mesmo na casa dos filhos, a demora não poderia ser muita. Dois dias seriam mais do que suficientes para matar a saudade, curtir o parente ou amigo e pronto. Mais do que isso, começam a aparecer as divergências. Intimidade, realmente é um problema. Se não houver condições de ficar num hotel, pousada, hostel, então, a dica é ser o hóspede mais legal desse mundo. Hóspede, gentileza e educação Ao optar por ficar na casa de alguém, a primeira dica é […]
julho 8, 2018

Verdade é relativa por mais que tente fazer valer o que você pensa

Verdade não é algo absoluto. Muito pelo contrário. Por mais paradoxal que pareça, é preciso considerar vários fatores para entender melhor o que isso significa. Na década de 90, houve um filme que fez  muito sucesso, chamado Sociedade dos Poetas Mortos. Dirigido por Peter  Weir e estrelado pelo finado Robins Willians, a película mostrava um professor de literatura que estimulava os alunos a ver além do que liam. Houve uma cena muito marcante para mim. Um personagem, todo reprimido até então, é instigado a se manifestar poeticamente. Ela termina a fala, emocionado, dizendo que “a verdade é um cobertor que não aquece os pés”. Concordo plenamente. Depois que a gente perde o afã juvenil, começa a entender que todas as pessoas são feitas de camadas. Cada um, a seu modo, tem uma visão de mundo muito própria. Nos dias atuais, é impossível não fugir do diálogo, do debate das ideias, […]
junho 27, 2018

Millenials curtem mais velhos, aponta pesquisa. No caso, pessoas acima de 35 anos

Millenials, essa geração que tem entre 18 e 25 anos, parece interessada em relacionamentos com pessoas mais maduras. No caso, para eles, quem tem 35 anos é velho. Quem está solteiro e à procura de um namoro, a boa notícia é que a galera está a fim de experiências com aqueles mais vividos. A péssima notícia é que, para os millenials, o conceito de velho também é muito próximo. Imagine você, no auge da maturidade emocional e financeira, descobrir que a moçada considera velhice meros 35 anos. Mal sabem eles, inocentes. Segundo este site aqui, “grandes diferenças de idade entre casais ainda provocam debates, mas parece que os millennials estão se importando pouco com esse tabu. Segundo uma pesquisa mundial do app Badoo, eles procuram parceiros bem mais velhos. ” A pesquisa foi realizada com 10.500 usuários do aplicativo. E a principal razão para o interesse é justamente a estabilidade […]