Essa tal felicidade...

Numa reportagem de televisão, um varredor de rua disse que receber um bom dia das pessoas tornava o dia dele muito feliz. Simples, né?

outubro 3, 2018

Marketing do amor diz muito como será o seu relacionamento

Marketing tem muitas ferramentas que podem ser, sem receio algum, aplicadas no ritual de sedução. Use as técnicas a seu favor. Qualquer curso de marketing que se preze, tem na obra de Philip Kotler as principais referências sobre o assunto. O “papa” do assunto diz, no livro Fundamentos do Marketing, uma teoria muito simples. Para o autor, qualquer ação precisa atender os requisitos básicos dos 4 P’s: preço, produto, ponto de venda e promoção. Kotler afirma ainda que não existe marketing que dê jeito em produto ruim. Não só concordo com ele, como arrisco dizer que a teoria dele pode muito bem ser aplicada nos relacionamentos. Se você está na “pista”, à procura do grande amor da sua vida, precisa ir à luta. O primeiro P, no caso dos encontros afetivos, é o próprio “amor” ou relacionamento. Se você ficar encastelado, sem se mostrar, dificilmente encontrará alguém. Marketing pode ser […]
setembro 19, 2018

Harmonia e felicidade não existem isoladamente

Harmonia é um requisito mínimo para você viver de forma mais tranquila e serena. E talvez, assim, conseguir a tão sonhada felicidade. Embora pareça óbvio, às vezes até ululante, ninguém vai conseguir ser feliz se não estiver em harmonia consigo e com aqueles que o cercam. Já escrevi em outros posts e vídeos que a felicidade é um estado de espírito. Ela não ocorre a todo instante e, muitas vezes, é preciso ficar muito atento para percebê-la. Quando nos debatemos, brigamos, questionamos e temos ataques de fúria, certamente estamos criando um ambiente, um clima, totalmente inadequado para a temperança. Tenho um amigo que diz que é importante respirar durante 20 segundos. Só 20 segundos podem ser suficientes para você não dizer uma bobagem, não falar algo que magoe a outra pessoa. E tudo isso parece tão simples, não é mesmo? Somos seres que negam os percalços que fazem parte da […]
setembro 19, 2018

Pequenas vitórias potencializam impulsos para novas conquistas

Pequenas vitórias estimulam nossa mente a projetar novos desafios para e nos dar a sensação de que somos capazes. Sempre nos deparamos com um desafio, um projeto, um sonho. Nessas ocasiões, imaginamos que, pelas mais variadas razões, pode ser muito difícil de ser atingido. Ocorre, porém, que para chegar ao fim de um percurso, para atingir o topo de uma montanha, há que se percorrê-la. Marina Lima, inclusive, diz numa música que “quem sabe o fim não seja nada e a estrada seja tudo”. É isso. O que conta, no fim de tudo, é a trajetória que percorremos. Muitas vezes, o grande objetivo pode ser algo inatingível, distante. Só que isso não significa que seja impossível. Ao longo deste percurso, somos agraciados com pequenas vitórias. Aquelas conquistas que nos estimulam a continuar persistindo em busca do nossos sonhos. Pequenas vitórias precisam ser reconhecidas Muitos estudiosos apontam que reconhecer essas pequenas […]
setembro 16, 2018

Tema para separação: a música que fala tudo que você não tem coragem

Tema para aquela situação bem complicada que é por fim a um relacionamento. Calma aí, de Monique Kessous, tem versos “maduros” que podem “falar” por você. Observe a letra: Calma aí Pera aí Não espere tanto desse amorOutra vez Sem sentir Corro para os braços que me largamNa tristeza de sentir Tanta solidão acompanhada por aí De tanto amor pra dar Não vou mais chorar Não quero dizer mais nada de malOlha aqui Meu amor Não se esqueça nunca que eu tentei Sem rancor Sem mentir Sempre fiz aquilo tudo que te prometi Meu amor Foi tanto amor Que eu quis que fosse eterno até morrer Mas sei que foi enquanto em mim durou Talvez nós dois Sejamos um É fato que se consolidará Num novo amor O nosso amor, amor A música compôs a trilha sonora da novela Sangue Bom, de Maria Adelaide do Amaral e Vincent Villari. Para […]
setembro 9, 2018

Calmaria para recomeçar um novo projeto, um novo relacionamento

Calmaria é tudo o que você precisa quando sai de um momento de luto. A perda de um emprego, o fim de um romance exige um tempo para desintoxicação. Os dias atuais colocam a gente em constante estado de tensão. Este lance do politicamente correto impõe que a gente pareça sempre bem, feliz, realizado. Como se fôssemos seres indestrutíveis, insensíveis. Verdadeiros super heróis. A prática, porém, mostra que isso é um grande e terrível engano. Quando nos deparamos com qualquer tipo de frustração é muito saudável, e necessários, que a gente se dê um tempo. Encerrar um relacionamento amoroso, fechar um ciclo profissional, encarar uma decepção. Qualquer uma dessas situações deixa a gente triste, pra baixo. Em alguns casos, deprimido mesmo. A maturidade revela que não devemos, nem podemos, fugir deste sentimento. Só após o luto, a busca pelo entendimento do que de fato ocorreu é que conseguimos partir para […]
julho 22, 2018

Abandonar a profissão por amor: você faria isso com você?

Abandonar a profissão porque o seu amor recebeu uma proposta de trabalho espetacular. Será que esta decisão tem chances de ser bem sucedida? Quando a gente é muito jovem, a tendência é a gente cometer algumas “loucuras” em nome de um grande amor. O tempo passa, as ilusões e desilusões aparecem, se confirmam e é natural que nos reposicionemos diante de várias situações. Hoje, eu afirmo sem dúvida alguma: abandonar a profissão por amor é algo que está totalmente fora da minha realidade. Eu não faria isso de forma alguma. Esta decisão tem um argumento muito simples. Quando você perde a própria individualidade, terá que ser muito, mas muito generoso e benevolente para não cobrar isso do outro. Eu resolvi gravar este vídeo porque o assunto está em pauta na novela das 21 horas, Segundo Sol. O personagem de Fabrício Boliveira, Roberval, quer que Cacau (Fabiula Nascimento), deixe o comando […]
julho 15, 2018

Silêncio e caminhar são duas ações que podem mudar o seu dia

Silêncio e caminhar por alguns minutos diariamente, apontam pesquisas, colocam você em um equilíbrio mínimo para enfrentar os desafios diários. Cada vez mais temos a sensação de que o tempo está voando. E isso ocorre porque a tecnologia nos facilita fazer milhões de coisas ao mesmo tempo. Enquanto esperamos na fila do banco, por exemplo, checamos o Instagram. À espera de uma consulta médica, olhamos as últimas notícias. A prática cotidiano impede que fiquemos em silêncio. Tudo nos leva ao movimento, ao barulho, ao ruído. Por conta disso tudo, cada vez menos ficamos em contato conosco. Somos quase que obrigados a falar, manifestar-se, debater. Pesquisas mostram que duas atitudes muito simples podem nos devolver o equilíbrio e nos reenergizar para recomeçarmos. Segundo esses dados, bastam cinco minutos de silêncio e cinco minutos de caminhada que algo se modifica no nosso cotidiano. Silêncio estabelece conexo consigo De acordo com este site […]
julho 8, 2018

Verdade é relativa por mais que tente fazer valer o que você pensa

Verdade não é algo absoluto. Muito pelo contrário. Por mais paradoxal que pareça, é preciso considerar vários fatores para entender melhor o que isso significa. Na década de 90, houve um filme que fez  muito sucesso, chamado Sociedade dos Poetas Mortos. Dirigido por Peter  Weir e estrelado pelo finado Robins Willians, a película mostrava um professor de literatura que estimulava os alunos a ver além do que liam. Houve uma cena muito marcante para mim. Um personagem, todo reprimido até então, é instigado a se manifestar poeticamente. Ela termina a fala, emocionado, dizendo que “a verdade é um cobertor que não aquece os pés”. Concordo plenamente. Depois que a gente perde o afã juvenil, começa a entender que todas as pessoas são feitas de camadas. Cada um, a seu modo, tem uma visão de mundo muito própria. Nos dias atuais, é impossível não fugir do diálogo, do debate das ideias, […]
julho 4, 2018

Desejo universal de felicidade: todo mundo quer e não sabe como consegui-la

Desejo universal de ser feliz. Quando a gente reconhece que todo mundo tem este mesmo objetivo, fica mais fácil conviver e se desapegar. Se você perguntar a cem pessoas, qual o maio sonho da vida delas, a resposta será simples. Muito provavelmente, a maioria absoluta dirá que é ser feliz. Esta é a nossa grande vontade. Eu, você o outro. Todos almejamos a mesma coisa. Eu resolvi gravar este vídeo depois de ler o livro , de Padma Samten. A obra é descrita como “uma convidativa oportunidade para incorporarmos alguns dos preciosos ensinamentos budistas”. E ainda: “nos libertamos das ilusões perturbadoras e dos condicionamentos que nos prendem à roda-vida do sofrimento por meio da prática da meditação.” Embora possa haver caminhos tortuosos, quando consigo reconhecer que o outro só quer a felicidade, isso se revela uma grande libertação. Livramento, mesmo. Desejo universal de felicidade: o melhor para todos Neste site, […]
julho 2, 2018

Baixa tolerância à frustração, o maior mal de todos os tempos!

Baixa tolerância a qualquer coisa que saia minimamente do planejado. Rejeição, insucesso no trabalho, limitações físicas intelectuais. Quem pode ter tudo? Eu ouvi essa frase a primeira vez já faz algum tempo. Um amigo muito próximo me disse que eu tinha baixa tolerância à frustração. À época, eu fazia análise e leve o assunto para a terapia. Minha psicóloga concordou em número, gênero e grau. O tempo passou e parece que cada dia vivemos mais cercados de pessoas que querem tudo ao mesmo tempo, agora. De preferência, exatamente do jeito que elas desejaram. A vida adulta mostra que isso é impossível. Alguns, com muita sapiência, afirmam ser a falta aquilo que nos move. Ter um motivo para a ação seria a senha para avançarmos, evoluirmos neste mundo de relações tão líquidas e superficiais. Baixa tolerância revela pequenez Vamos ao dicionário para entender melhor isso tudo?  Este site aqui afirma “tolerância […]