setembro 9, 2018

Calmaria para recomeçar um novo projeto, um novo relacionamento

Calmaria é tudo o que você precisa quando sai de um momento de luto. A perda de um emprego, o fim de um romance exige um tempo para desintoxicação. Os dias atuais colocam a gente em constante estado de tensão. Este lance do politicamente correto impõe que a gente pareça sempre bem, feliz, realizado. Como se fôssemos seres indestrutíveis, insensíveis. Verdadeiros super heróis. A prática, porém, mostra que isso é um grande e terrível engano. Quando nos deparamos com qualquer tipo de frustração é muito saudável, e necessários, que a gente se dê um tempo. Encerrar um relacionamento amoroso, fechar um ciclo profissional, encarar uma decepção. Qualquer uma dessas situações deixa a gente triste, pra baixo. Em alguns casos, deprimido mesmo. A maturidade revela que não devemos, nem podemos, fugir deste sentimento. Só após o luto, a busca pelo entendimento do que de fato ocorreu é que conseguimos partir para […]
setembro 5, 2018

Ferrugem, o filme, e Setembro Amarelo: você precisa prestar atenção nisso!

Ferrugem, o grande vencedor do último Festival de Gramado, trata de um tema muito inquietante: crianças e adolescentes que estão tirando a própria vida. Se você ainda não foi ao cinema, pare tudo e vá agora. Creio que não tenha sido por acaso, lançá-lo ao grande público justamente no final de semana que antecedeu o Setembro Amarelo. É um mês em que todas as atenções estão direcionadas a discutir o suicídio, especificamente os praticados por crianças e adolescentes. Parece surreal, mas de acordo com um estudo encomendado pelo Ministério da Saúde, entre 2000 e 2015, os casos de suicídio entre crianças de 10 a 14 anos, aumentaram 65%. Já entre aqueles com idade entre 14 e 19 anos, o crescimento foi de 45%. São número assustadores. Para completar esta tragédia, os casos de bullyng e assédio via redes sociais só pioram o quadro. É disso que trata Ferrugem. Assim como […]
junho 24, 2018

Solitude x solidão: diferenças vão muito além do significado literal

Solitude é aquele estado em que você enfrenta a solidão, mas está na própria plenitude, feliz com a própria companhia. Assim, ninguém poderá lhe abandonar. O assunto não é novo nem mesmo aqui no site. Pouco mais de um ano atrás, eu gravei sobre o tema, conforme você pode verificar aqui. Aliás, por uma dessas incríveis coincidências, foi perto do meu aniversário. A data sempre me faz refletir sobre a minha jornada. Se o caminho que percorri está dentro daquilo que eu imaginava. Em situações assim, é quase inevitável a gente se sentir só. Por uma razão muito simples: a solidão é a nossa companheira mais fiel, efetiva e eficaz. Nascemos sozinhos, vivemos sozinhos e padecemos também sozinhos. Eu decidi retomar o assunto porque percebo que o abismo entre as pessoas parece só se aprofundar. O tempo, sempre ele, vai nos mostrando que o mais indicado mesmo é lutar e […]
junho 13, 2018

Você é o amor que procura, procura, procura, mas não acha?

Você é o amor que gostaria de ter ao seu lado? Você está pronto para dividir a sua vida com outra pessoa? Você consegue ser tão bom quanto você exige? O Dia dos Namorados – que não passa de mais uma data para o comércio explorar o público – passou e você continua sozinho. Exigente que é, tem o modelo mental que passa muito perto da perfeição. Nos seus sonhos, a pessoa vai lhe atender todos os desejos. Do afeto à estabilidade financeira, do cuidado à paixão e volúpia sexuais. Você, inclusive, costuma dizer que está pedindo tão pouco. Não consegue compreender o motivo da solidão. Não entende a indisponibilidade de pessoas assim no “mercado”, na “pista” do amor. Antes de responder quaisquer das perguntas, você já olhou para si e respondeu se você é o amor que tanto almeja? Sozinho num quarto, você seria amante de si mesmo? VOCÊ […]
abril 29, 2018

Agradar-se pode ser o segredo para você ser feliz consigo e com os outros

Agradar-se nas pequenas coisas do cotidiano. Ter prazer com a própria companhia, fazer com que os momentos sejam especiais. Isso faz toda a diferença. Por mais óbvio que possa parecer, por mais que tenhamos quebrado a cara, sempre repetimos os mesmos erros. Temos a mania de olhar mais para o outro que para nós mesmos. Como bem diz o nosso Paulo Coelho da teledramaturgia, Walcyr Carrasco, a lei do retorno é implacável. Se fazemos o bem, ele nos abraçará. Ao optarmos pelo mal, ele também dará as suas caras. É sempre uma questão de tempo. Se quisermos “dourar” este tema com os preceitos bíblicos, de novo caímos no mesmo ponto: é impossível gostar do outro quando não se gosta do que vê no espelho. Agradar-se é o primeiro passo para poder fazer algo de interessante ao outro. Se você não cuida de si, se não respeita os próprios limites e […]