outubro 3, 2018

Marketing do amor diz muito como será o seu relacionamento

Marketing tem muitas ferramentas que podem ser, sem receio algum, aplicadas no ritual de sedução. Use as técnicas a seu favor. Qualquer curso de marketing que se preze, tem na obra de Philip Kotler as principais referências sobre o assunto. O “papa” do assunto diz, no livro Fundamentos do Marketing, uma teoria muito simples. Para o autor, qualquer ação precisa atender os requisitos básicos dos 4 P’s: preço, produto, ponto de venda e promoção. Kotler afirma ainda que não existe marketing que dê jeito em produto ruim. Não só concordo com ele, como arrisco dizer que a teoria dele pode muito bem ser aplicada nos relacionamentos. Se você está na “pista”, à procura do grande amor da sua vida, precisa ir à luta. O primeiro P, no caso dos encontros afetivos, é o próprio “amor” ou relacionamento. Se você ficar encastelado, sem se mostrar, dificilmente encontrará alguém. Marketing pode ser […]
junho 27, 2018

Millenials curtem mais velhos, aponta pesquisa. No caso, pessoas acima de 35 anos

Millenials, essa geração que tem entre 18 e 25 anos, parece interessada em relacionamentos com pessoas mais maduras. No caso, para eles, quem tem 35 anos é velho. Quem está solteiro e à procura de um namoro, a boa notícia é que a galera está a fim de experiências com aqueles mais vividos. A péssima notícia é que, para os millenials, o conceito de velho também é muito próximo. Imagine você, no auge da maturidade emocional e financeira, descobrir que a moçada considera velhice meros 35 anos. Mal sabem eles, inocentes. Segundo este site aqui, “grandes diferenças de idade entre casais ainda provocam debates, mas parece que os millennials estão se importando pouco com esse tabu. Segundo uma pesquisa mundial do app Badoo, eles procuram parceiros bem mais velhos. ” A pesquisa foi realizada com 10.500 usuários do aplicativo. E a principal razão para o interesse é justamente a estabilidade […]
outubro 3, 2017

Sigilo pode ser o segredo para o seu romance durar mais tempo

Sigilo. Se você tem um amor que realmente vale a pena, não fique contando para os outros. A inveja é grande  e o “olho gordo” pode por tudo a perder. Novamente é preciso citar Zygmunt Bauman, que no livro Amores Líquidos, fala sobre a fragilidade dos relacionamentos contemporâneos. É fato que o olhar de “gavião”  sempre existiu. A cobiça é tão antiga que voila, está entre os 10 mandamentos da bíblia. Desde que o mundo é mundo, há alguém tentando empatar a vida alheia. Hoje, a despeito da vontade absurda de fugir da solidão, de ter uma relação estável, as pessoas não sabem como agir e, muitas vezes, cometem atos desesperadores. Incapazes de conquistas individuais, acabam desejando alguém que já tem outro compromisso. Se o segredo é a “alma do negócio”, por que seria diferente com o romance, o amor? Nesses tempos tão agitados, quando se conquista alguém, quando se […]
março 16, 2017

Paixonite aguda, a paixão desesperada, cega e sem limites!

Paixonite aguda só consegue fazer estragos.  Afasta os amigos, principalmente, e transforma a pessoa num tipo de escrava da “paixão”. Assim como todas as palavras terminadas em “ite” (faringite, amigdalite, sinusite, bronquite, conjuntivite) é uma doença. E contra ela não existe remédio melhor do que o tempo. Aliás, o mais recomendável, inclusive, é não se meter em relacionamentos muito apaixonados. Este vídeo eu decidi gravar a pedido de uma amiga do cursinho. Ela contou ao Tio que está solteira e, tempos atrás, estava navegando pelo Tinder. Qual não foi a surpresa dela ao encontrar o namorado de uma amiga. E mais: ele deu “match” e começaram a conversar. Depois de dar um “passa fora” no garoto, ela resolveu contar o ocorrido à amiga apaixonada. E, surpresa, a menina ficou enfurecida. Não com o fato do namorado – mesmo dizendo-se fiel, exclusivo etc. e tal – estar procurando pessoas no aplicativo, […]
março 7, 2017

Conexão e cumplicidade tornam os encontros mais promissores

Conexão é o ponto de partida para você estabelecer empatia. Já a cumplicidade pode prolongar o interesse em fazer coisas a dois. Quando falei de empatia e relacionamentos sérios, mas divertidos, achei que faltou abordar esses dois temas. Eles são fundamentais para entender como as relações podem ser ou ficar minimamente mais interessantes. No dicionário, conexão significa ligação, união, vínculo. Pode ser também uma relação lógica ou casual; nexo, coerência. O site Alma Indica afirma que isso “pode tratar-se de uma situação de um relacionamento cármico entre os dois, que já vem de outras vidas.” Há quem diga, por exemplo, que esta conexão pode significar que o outro é sua alma gêmea. O fato concreto é que, sem estabelecer um vínculo com o outro, fica difícil olhar o mundo sob a perspectiva alheia. CONEXÃO E CUMPLICIDADE: EMPATIA TOTAL Já a cumplicidade tem dois significados. O primeiro deles é muito bom. […]
fevereiro 21, 2017

Relacionamento sério precisa ser chato e sisudo?

Relacionamento sério não é sinônimo de chateação, de discutir a relação a cada problema. Tem mais chance de durar quando o casal se diverte junto. Eu resolvi gravar este vídeo porque eu levei um puxão de orelha de uma pessoa inscrita aqui no Canal. Ela reclamou da minha insistência em falar da impermanência das coisas e que as pessoas parecem não querer mais nada sério. Na verdade, eu continuo acreditando que tudo na vida tem um prazo certo de duração. Porém, isso não significa descompromisso. O que eu percebo, entretanto, uma tendência: as pessoas fogem, quase que desesperadamente, de relacionamentos chatos. E não há veneno pior contra qualquer convivência do que a rotina. O cotidiano pode destruir uma parceria promissora. Embora as pessoas desejem muito uma vida a dois, elas parecem querer apenas a parte bacana disso. E não há maneira de isso ocorrer durante muito tempo. Somos humanos, temos limitações […]