Famosos estão envolvidos em várias denúncias de assédio sexual. Kevin Spacey, o astro de House of Cards, é o exemplo mais recente, mas certamente não será o último.

Num mundo ideal, ninguém seria obrigado a ceder a determinadas cantadas para atingir um objetivo. No mundo artístico, em especial, isso não é uma regra. Muito pelo contrário. No Brasil, desde sempre, o famoso “teste do sofá” é uma realidade, praticamente incontestável.

Durante muitos anos isso “passou despercebido”, muita gente fez “vista grossa” sobre o assunto. Nos tempos atuais, porém, vítimas preferem escancarar o problema ao silêncio.

No início deste ano, o galã da Rede Globo, José Mayer, foi acusado de abuso sexual contra uma figurinista da emissora. Ele estava terminando as gravações da fracassada A Lei do Amor. Ele se desculpou, disse que precisa de tratamento etc. e tal. O fato concreto é que está na “geladeira”, sem prazo para retornar ao vídeo.

FAMOSOS SÃO DENUNCIADOS E DEMITIDOS

No mês passado, o poderoso produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, foi denunciado. Até mesmo estrelas do porte de Angelina Jolie relataram ser vítimas dele.

Kevin Spacey, que já recebeu o Oscar e é a estrela máxima da série House of Cards, é o algoz do momento. Bastou um ator abrir a boca e começaram a chover casos e mais casos. Se tudo for confirmado, Spacey parece não “perdoar” ninguém. Só nos bastidores de House, são mais de dez acusações.

O ator veio a público dizer que é homossexual, como se isso justificasse os atos que praticou. Porém, não adiantou muito. A Netflix anunciou a demissão dele há poucos dias.

O fato é que este problema precisa acabar. E o silêncio – por vergonha, medo, receio – era o maior aliado deste tipo de crime.

Só estranho o fato de as pessoas demorarem tanto tempo para relatarem o problema. Entendo, porém, que não é uma situação fácil pois envolve poder, dinheiro, fama e outros itens da vaidade humana.

Só é necessário parar, punir os envolvidos e deixar a vida seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.