setembro 19, 2018

Harmonia e felicidade não existem isoladamente

Harmonia é um requisito mínimo para você viver de forma mais tranquila e serena. E talvez, assim, conseguir a tão sonhada felicidade. Embora pareça óbvio, às vezes até ululante, ninguém vai conseguir ser feliz se não estiver em harmonia consigo e com aqueles que o cercam. Já escrevi em outros posts e vídeos que a felicidade é um estado de espírito. Ela não ocorre a todo instante e, muitas vezes, é preciso ficar muito atento para percebê-la. Quando nos debatemos, brigamos, questionamos e temos ataques de fúria, certamente estamos criando um ambiente, um clima, totalmente inadequado para a temperança. Tenho um amigo que diz que é importante respirar durante 20 segundos. Só 20 segundos podem ser suficientes para você não dizer uma bobagem, não falar algo que magoe a outra pessoa. E tudo isso parece tão simples, não é mesmo? Somos seres que negam os percalços que fazem parte da […]
setembro 9, 2018

Calmaria para recomeçar um novo projeto, um novo relacionamento

Calmaria é tudo o que você precisa quando sai de um momento de luto. A perda de um emprego, o fim de um romance exige um tempo para desintoxicação. Os dias atuais colocam a gente em constante estado de tensão. Este lance do politicamente correto impõe que a gente pareça sempre bem, feliz, realizado. Como se fôssemos seres indestrutíveis, insensíveis. Verdadeiros super heróis. A prática, porém, mostra que isso é um grande e terrível engano. Quando nos deparamos com qualquer tipo de frustração é muito saudável, e necessários, que a gente se dê um tempo. Encerrar um relacionamento amoroso, fechar um ciclo profissional, encarar uma decepção. Qualquer uma dessas situações deixa a gente triste, pra baixo. Em alguns casos, deprimido mesmo. A maturidade revela que não devemos, nem podemos, fugir deste sentimento. Só após o luto, a busca pelo entendimento do que de fato ocorreu é que conseguimos partir para […]
julho 29, 2018

Pitoresca, a história do garoto que se vestia de noiva em Rolândia

Pitoresca, essa narrativa só poderia acontecer na minha cidade do coração. Um garoto começou a se travestir e para seduzir a clientela, ficava na avenida vestido de noiva. Eu o conheci quando ele procurou o grupo de teatro do qual eu fazia parte, a Cia. Andajunto de Teatro. Disse-nos que era muito tímido e gostaria muito de usar a encenação para se “soltar”. O grupo o acolheu com grande generosidade, mas ele acabou vindo a dois ou três ensaios, no máximo. Qual não foi a nossa surpresa quando, certa madrugada, voltávamos de uma balada qualquer e encontramos uma noiva fazendo ponto na avenida. Era o local onde transitavam os caminhoneiros que passavam por Rolândia. Pitoresca, aquela mulher vestida de noiva nos deixou curiosos e paramos para conhecê-la. O reconhecimento foi imediato. Gay e com vontade de transformar o próprio corpo, aquele jovem encontrou na prostituição, o único jeito de sobreviver. […]
julho 25, 2018

Treze Motivos, a série, é um clamor por atenção e cuidado

Treze Motivos, a badalada série da Netflix, vai muito além do tema suicídio. Para mim, os episódios confirmaram o abismo existente entre pais e filhos. Eu assisti às duas temporadas de Treze Motivos de uma vez. A trama, que começa com o suicídio de Hanna Baker, é muito, muito mais do que tratar de um tema delicadíssimo. Treze Motivos retrata, com uma delicadeza como nunca tinha visto antes, os conflitos comuns à geração que está frequentando o Ensino Médio aqui no Brasil. Nos Estados Unidos, eles estão no famigerado high school. É aquela fase da vida onde a crueldade é sinônimo de adolescência. Jovens são objetivamente duro consigo e com os amigos. O bullyng é uma realidade incontestável, não importa o nível social, o IDH do país, a cidade onde os jovens estejam vivendo. Numa época de tantas dúvidas e incertezas, a moçada não sabe como agir, o que fazer, […]
julho 11, 2018

Hóspede legal tem prazo de validade curto e deve ser considerado

Hóspede bom é aquele que não passa mais que 48 horas na sua casa. Isso era uma lei para o meu pai e eu sempre concordei com ele. Meu pai não tinha estudo, mas transbordava sabedoria. E ele sempre foi muito categórico nesse lance de visitar as pessoas. O mesmo valia quando recebíamos hóspedes, mas ele disfarçava bem quando os tais se acomodavam em nossa casa. Seu João dizia que mesmo na casa dos filhos, a demora não poderia ser muita. Dois dias seriam mais do que suficientes para matar a saudade, curtir o parente ou amigo e pronto. Mais do que isso, começam a aparecer as divergências. Intimidade, realmente é um problema. Se não houver condições de ficar num hotel, pousada, hostel, então, a dica é ser o hóspede mais legal desse mundo. Hóspede, gentileza e educação Ao optar por ficar na casa de alguém, a primeira dica é […]
julho 8, 2018

Verdade é relativa por mais que tente fazer valer o que você pensa

Verdade não é algo absoluto. Muito pelo contrário. Por mais paradoxal que pareça, é preciso considerar vários fatores para entender melhor o que isso significa. Na década de 90, houve um filme que fez  muito sucesso, chamado Sociedade dos Poetas Mortos. Dirigido por Peter  Weir e estrelado pelo finado Robins Willians, a película mostrava um professor de literatura que estimulava os alunos a ver além do que liam. Houve uma cena muito marcante para mim. Um personagem, todo reprimido até então, é instigado a se manifestar poeticamente. Ela termina a fala, emocionado, dizendo que “a verdade é um cobertor que não aquece os pés”. Concordo plenamente. Depois que a gente perde o afã juvenil, começa a entender que todas as pessoas são feitas de camadas. Cada um, a seu modo, tem uma visão de mundo muito própria. Nos dias atuais, é impossível não fugir do diálogo, do debate das ideias, […]